Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais

A OMS (Organização Mundial da Saúde) escolheu a data de 24 de junho como o Dia Mundial da Prevenção de Quedas. É uma forma de alertar as pessoas sobre o risco que um tombo representa, principalmente para os mais velhos. Dando um passo além da conscientização, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), no interior de São Paulo, oferece assistência gratuita para pessoas acima dos 60 anos, em todo o Brasil, que sofreram quedas acidentais nos últimos 12 meses.

A iniciativa é do grupo de pesquisa “Abordagem funcional e multifuncional em gerontologia”, coordenado pelas professoras Juliana Hotta Ansai e Karina Gramani Say, do Departamento de Gerontologia, em colaboração com Larissa Costa Riani e Paulo Giusti Rossi, do Departamento de Fisioterapia da universidade. O projeto busca voluntários para oferecer avaliações e atividades físicas e cognitivas para melhorar coordenação, força muscular, equilíbrio, atenção e até memória. Há também a possibilidade de atendimento de casos individuais, com foco na redução dos fatores de risco para quedas.

1 de 1

Idoso e o risco de queda: programa de universidade oferece assistência para quem tem 60 anos ou mais e caiu nos últimos 12 meses — Foto: StockSnap para Pixabay

Idoso e o risco de queda: programa de universidade oferece assistência para quem tem 60 anos ou mais e caiu nos últimos 12 meses — Foto: StockSnap para Pixabay

Os participantes serão avaliados individualmente, antes e depois do período das intervenções. O programa é oferecido de forma remota, utilizando vídeos e com acompanhamento por telefone. Os interessados devem preencher formulário disponível nesse link ou fazer o contato com os pesquisadores: pelo e-mail programamagic@ufscar.br ou pelo Whatsapp (16) 99729-9855. Em seguida, é só aguardar o contato da equipe, que explicará os próximos passos.

Ilha Fiscal iluminada de violeta: também estamos no mês de conscientização da violência contra as pessoas idosas e, durante o isolamento social imposto pela pandemia, o número de denúncias disparou. A Ilha Fiscal, monumento arquitetônico e histórico carioca, será iluminada de violeta na noite da próxima quarta-feira, dia 30, para mobilizar a sociedade sobre a importância da proteção dos direitos humanos das pessoas com 60 anos ou mais. A iniciativa é da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia do Rio de Janeiro, que pede: disque 100 para denunciar qualquer abuso!

Fonte g1.globo.com/ciencia-e-saude/

The post Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais appeared first on Geral na Saúde .

Programa de universidade oferece assistência para idosos que sofreram quedas acidentais publicado primeiro em http://dentalvidas.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *