prato saudável

Prato saudável: saiba como cuidar da saúde pela alimentação

Você sabe montar um prato saudável?
A alimentação é um dos pontos de virada para uma vida mais saudável e livre de doenças.
Aliada a boa prática de exercícios físicos, é por meio de refeições mais coloridas, ricas em vitaminas necessárias para o funcionamento do organismo, que é possível se beneficiar de uma boa forma e melhor qualidade de vida.
Veja aqui a importância de ter uma alimentação nutritiva e equilibrada e como criar um um prato mais saudável.

Alimentação saudável, qual a sua importância?

Diante de qualquer situação de nossa vida, a adesão de bons hábitos no dia-a-dia é essencial para que seja possível se beneficiar de uma vida mais saudável.
Se tratando destes bons hábitos, todos já sabem falar de cór, sendo eles a realização de exercícios físicos regulares, uma boa ingestão de água diária e uma dieta alimentar saudável e equilibrada.
A alimentação, seja ela má ou boa, diz muito sobre o estado do organismo, no seu funcionamento e bem-estar, impactando não só na saúde física, mas também na saúde mental. Logo, por meio de uma alimentação rica em nutrientes, é possível se beneficiar não só pela manutenção do peso ideal, mas também de uma imunidade estável e pela melhora do humor.
Para ter acesso a todos os benefícios que podem ser adquiridos pela boa alimentação, é importante que haja uma administração das refeições feitas durante o dia, buscando ter refeições mais completas e com uma quantidade suficiente de vitaminas, nutrientes, proteínas e carboidratos.

LEIA TAMBÉM: Óleo de peixe: quais os benefícios e como tomar?

prato saudavel

Quais os ingredientes de um prato saudável?

Se tratando de refeições mais completas, é importante considerar quais são os seus principais componentes e em que alimentos encontrá-los.
Vale levar em conta que um prato saudável, vai muito além de um prato colorido, devendo-se preocupar em selecionar alimentos para compor uma refeição mais completa.
Conheça esses ingredientes e seus representantes:

Carboidrato

É um macronutriente muito importante para o organismo, sendo responsável por fornecer energia para o corpo. Pode ser encontrado em uma série de alimentos que possuem uma maior concentração de hidratos de carbono
Entre os alimentos ricos em carboidratos estão pão, arroz, massas, grãos e cereais. Pode-se ainda citar tubérculos (inhame, batata, mandioca), mel, frutas e cana-de-açúcar.

Proteínas

São macromoléculas orgânicas que são mais encontradas nas células, tendo uma função fundamental para a estrutura e função celular. Podem ser encontradas em todos os tipos de células e também em vírus, sendo compostas pela associação de aminoácidos por ligações peptídicas, formadas entre carbono e nitrogênio.
Os alimentos ricos em proteína são aqueles de origem animal, como carnes em geral, peixes, ovos, leites e derivados, e alimentos de origem vegetal em menor quantidade, feijão, soja, lentilha, trigo, quinoa e ervilhas.

Hortaliças e legumes

Verduras e hortaliças são imprescindíveis na alimentação de quem quer perder peso ou manter o peso ideal. São alimentos que possuem uma alta concentração de fibras, que são capazes de trazer uma série de benefícios para a saúde, como a melhora do trânsito intestinal e a manutenção de sua microbiota.
Entre as principais verduras e hortaliças pode-se citar: alface, couve-flor, rúcula, agrião, brócolis, cenoura, agrião e beterraba.

LEIA TAMBÉM: 9 formas diferentes de preparar o café com canela

como montar um prato saudável

Afinal, como montar um prato saudável?

Para montar um prato mais saudável é importante se considerar algumas recomendações passadas por especialistas.
No café da manhã, considerada a refeição mais importante do dia, deve-se preocupar na reposição dos carboidratos, principal fonte de energia, ajudando a começar bem o novo dia.
Pular o café da manhã reduz a capacidade de concentração, desacelera o metabolismo e faz com que se sinta mais fome no almoço. O recomendado é associar uma fruta, carboidrato e proteínas.
Considerando pratos de almoço e jantar, o indicado é que a refeição seja composta por 25% de proteínas, divididas entre proteínas animais e vegetais, 50% de verduras e vegetais crus ou cozidos e 25% de carboidratos, devendo se optar preferencialmente por alimentos integrais, como arroz, massas e tubérculos.
Considerando as cores para um prato saudável, pode-se se considerar alimentos verdes (espinafre, couve, alface), alimentos roxos (amora, berinjela, açaí), alimentos vermelhos (tomate, pimentão), alimentos laranja/amarelo (cenoura, abóbora, laranja), alimentos brancos (couve-flor, banana, gengibre).
Outra dica dos nutricionistas é dividir o prato em 4 partes, sendo 2 para a salada (hortaliças e legumes), 1 para carboidrato e 1 parte para proteína animal e/ou vegetal.
Quanto à sobremesa, a indicação é sempre optar por uma fruta, para que haja o consumo de todos os macro e micronutrientes necessários. Contudo, optar por um doce em um dia na semana não fará mal.
Já os lanches entre as refeições, podem envolver iogurtes desnatados, barras de cereais, queijos magros e biscoitos de fibras.
Em consenso, em todas as refeições deve-se priorizar alimentos de origem natural, evitando alimentos industrializados e ultraprocessados, que possuem aditivos químicos em sua produção. Reduzir preparações com excesso de gordura e molhos gordurosos, e optar por alimentos cozidos, assados e grelhados também é uma boa opção.
Priorize sempre frutas, legumes, verduras e proteínas (animais ou não), já que possuem um alto valor biológico.
Por fim, um prato saudável e que supre todas as necessidades do organismo depende da avaliação feita por um nutricionista, que irá considerar fatores como o gosto e a rotina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.