Portugal reabre para turistas brasileiros, sem quarentena, e só exige PCR

É oficial: Portugal acaba de reabrir para turistas brasileiros. Mais: ninguém precisa fazer quarentena. Mais ainda? Basta apresentar o resultado negativo de um teste do tipo RT-PCR feito 72 horas antes do embarque (ou um antígeno feito 48 horas antes, mas com uma série de exigências – veja abaixo). Parecia impossível, mas este dia finalmente chegou depois de mais de um ano de restrições!

O comunicado foi feito no Diário da República de ontem e demorou a ser percebido. Eu mesma cheguei a duvidar porque não saiu de imediato na grande imprensa portuguesa e quem publicava não dava detalhes de nada: nem de quarentena, nem de vacina. Mas então o governo se pronunciou à tarde, colocando todos os pingos nos is, e agora é oficial!

As novas regras já estão valendo a partir de hoje. E como os comunicados de temas relacionados à Covid-19 em Portugal têm duração de duas semanas, elas valem, a princípio, pelo menos até as 23h59 do dia 16 de setembro. Como tem sido regra, se a situação da pandemia se mantiver, as regras tendem a continuar.

Exame de antígeno

Quem preferir fazer o exame de antígeno antes de embarcar precisa estar atento a uma série de detalhes. O teste só é aceito se aprovado pelo Comitê de Segurança da Saúde da União Europeia. O comprovante deve informar, além da identidade do passageiro, o tipo e nome do teste, bem como o fabricante, a data e a hora da coleta, o resultado, a entidade emissora e o número da certificação. Quer garantir? Vá de RT-PCR.

Retomada dos voos

A Latam anunciou que, a partir de novembro, aumentará de quatro para seis o número de voos semanais entre São Paulo (Guarulhos) e Lisboa. Em dezembro, a expectativa é que a operação volte a ser diária. Já a Azul continua oferecendo entre três e quatro voos semanais de Campinas (Viracopos) para a capital portuguesa.

Leia tudo sobre Portugal

Busque hospedagem em Portugal

  • Resolva sua viagem aqui

    Continua após a publicidade
    Publicidade

    Foi postado primeiro em viagemeturismo.abril.com.br

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *